Por Alisson, PR7GA


A renomada revista CQ, fonte de informação para o radioamador a nível mundial e também organizadora de diversos concursos internacionais, acaba de juntar-se à RSGB na tentativa de levar para as ondas de rádio o conflito que lamentavelmente existe, de forma real e sanguinária, entre o mundo civilizado e o governo russo, na guerra da Ucrânia.

Em comunicado publicado em seu site, a revista anunciou que estará BANINDO os radioamadores russosbielorrussos e os ucranianos residentes na região separatista de Donbass (correspondente aos oblasts de Donetsk e Lugansk) da participação em seu popular concurso WPX, que acontece no final do mês de março/2022.  Além disso, todos aqueles que marcarem contato com estes radioamadores receberão ZERO de pontuação por estes contatos, o que faz dos colegas daquelas regiões verdadeiros párias, proscritos no referido concurso.

O anúncio contrasta fortemente com a decisão de neutralidade da DARC, a entidade que representa os radioamadores alemães, na qual condena qualquer tipo de banimento de radioamadores legitimamente autorizados, de forma indistinta, apenas por conta de decisões políticas, ainda que condenáveis, de seus respectivos governos.



A decisão da Revista CQ é lamentável e condenável em todos os aspectos possíveis dentro do que até hoje foi a prática usual dentro do radioamadorismo quando acontecem conflitos extra-rádio. Não se tem notícia de decisões semelhantes nem quando a Guerra Fria estava no auge, quando o mundo ocidental vivia à beira de um conflito global. Apenas regimes ditatoriais bloqueiam o contato entre seus cidadãos radioamadores e outros povos, como ocorre por exemplo na Coreia do Norte e, durante certo período do passado, na antiga União Soviética.

Comunicado oficial da Revista CQ. Fonte: https://cqnewsroom.blogspot.com/


É preciso que os editores da revista saibam da indignação que sua decisão causa naqueles que entendem e praticam o que nos foi legado, desde o início, pelos nossos antepassados. 

Para quem quiser fazê-lo, de forma educada e ordeira como convém a todo radioamador ético, deixamos o link do Facebook do referido comunicado, o qual já tem perto de uma centena de comentários, em sua grande maioria, condenando a decisão lamentável. Para isto, acesse este link e deixe também sua opinião:

https://www.facebook.com/249684377215/posts/10160547467042216/?sfnsn=mo


Enquanto a RSGB e agora a antes respeitável Revista CQ traem o espírito do radioamadorismo, os alemães honram-no. Parabéns à DARC pela lucidez. O radioamadorismo sempre construiu pontes. Jamais as destruiu, como alguns querem.


VIVA O RADIOAMADORISMO!




Receba em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB
Ou siga o QTC da ECRA no Twitter: TWITTER.COM/QTCECRA

1 Comentários

  1. Lamentável, onde está o espírito do radioamadorismo? ...na 3•guerra radioamadores não fazia guerra.
    73's

    PT9ADI

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

SIGA O QTC DA ECRA NO INSTAGRAM!