Os radioamadores mais uma vez marcaram um gol contra uma notória fonte de interferência. O alvo agora foram as luminárias LED que são usadas em semáforos. Segue o texto da LABRE-GDE com a excelente notícia, publicado no facebook:



"A LABRE, através do seu grupo de Gestão e Defesa Espectral, participou no primeiro semestre de reuniões das comissões de estudos do Comitê Brasileiro de Transportes e Tráfego (CB-16) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), especialmente nos tópicos referentes à sinalização semafórica.
Nelas foi confirmada que a norma dos controladores semafóricos (NBR-16653) foi efetivamente publicada pela ABNT contendo critérios de compatibilidade eletromagnética (EMC).
A LABRE contribuiu na elaboração da norma sugerindo que os controladores tivessem emissividade controlada visando proteger os serviços de radiocomunicações contra interferências.
Por sua vez a subcomissão que tratou da revisão da norma específica dos LEDs semafóricos formou um grupo de trabalho para avaliar futura atualização da norma com EMC.
LABRE/GDE, 2 de julho de 2018."
Falta ainda que o governo faça a sua parte, regulamentando a norma, mas lembramos que em outra ocasião, diante da influência do GDE em 2017, o governo determinou que lâmpadas LED vendidas no comércio teriam que ter o selo do INMETRO, garantindo que estivessem adequadas às normas brasileiras especialmente no tocante à interferências eletromagnéticas. Leia mais no site da Labre-MG.

Parabéns mais uma vez à nossa querida LABRE, e mais especificamente ao GDE, por mais uma vitória para o radioamadorismo brasileiro. Viva o radioamadorismo!

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram