Por Lúcio, PP7LP

Após manusear muitos cartões QSL e também fazer algumas pesquisas sobre o assunto, se me permitem, gostaria de dar algumas dicas sobre cartões QSL.

A primeira e mais importante é "Façam e troquem cartões QSL".  Além de ser uma confirmação do QSO, é sempre prazeroso receber cartões de colegas de toda parte do mundo, inclusive de lugares que nunca tínhamos ouvido falar.  Além disso, muitos radioamadores dizem que as esposas e filhos adoram ver os cartões quando eles chegam.  É mais uma forma de "personificar" e divulgar nosso hobby.

Um grande prazer do radioamador é exibir suas conquistas por meio de cartões QSL recebidos de todo o mundo

O tamanho padrão do cartão QSL é 14 x 09 cm.  Não faça seu cartão maior pois, além dele dificultar o manuseio no bureau de envio, no bureau de recebimento e pelo colega que receber,  ele chegará todo amassado e até rasgado nas bordas.  Isso acontece pois a grande maioria dos cartões respeita essa medida então forma-se um "monte" consistente de cartões uns protegendo os outros e nas bordas, os cartões maiores que são a minoria, acabam dobrando e rasgando.

A gramatura ideal do cartão varia entre 180 e 250g.  Gramatura maior que 250g só irá aumentar o custo de compra dos cartões, ocupar mais espaço e gerar peso desnecessário no envio, aumentando também os custos.  Eu, particularmente, gosto da gramatura 250g.

Parte da coleção de cartões QSL do colega inglês Nigel, G3TXF. Ele julga ter mais de 350 mil cartões!

Ao criar o layout do seu cartão QSL, atrás, juntamente com as informações do destinatário, coloque também seu indicativo de forma visível e fácil de encontrar.  Isso ajuda muito no manuseio dos cartões tanto pelo bureau de envio, o de recebimento e também pelo destinatário.  Eu acho interessante ter o indicativo nos dois lados pois quando o cartão estiver no arquivo do destinatário e ele for mostrar os cartões, não precisará ficar virando o cartão para saber de onde veio.  Colocar o País de origem do cartão nos 2 lados também pode ajudar já que alguns radioamadores podem ainda não saber de onde são os cartões apenas olhando o indicativo e também os cartões podem ser vistos por familiares e amigos do radioamador que não saberão de onde são os cartões.

Finalmente, filie-se à Labre e use o Bureau de envio e recebimento.  Não existe melhor alternativa para este fim considerando o custo benefício.

Filiando-se à Labre não deixe de colocar em sua página no qrz.com que recebe cartões via Bureau.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram