Por Alisson, PR7GA

Semana passada falamos rapidamente da nova versão do beacon de João Pessoa mas não pudemos trazer uma matéria com mais detalhes. Chegou a hora.


O idealizador e mantenedor do beacon, o Álamo, PR7VX, informou sobre importantes mudanças no funcionamento do radiofarol. Em sua versão inicial, o aparelho transmitia seu indicativo em telegrafia no modo FM na frequência 144,400MHz com 10W de potência, modo este escolhido para permitir que os colegas que só possuem rádios no modo FM pudessem captar seus sinais e reportá-los.

Porém, agora, a nova versão vem com muitas novidades. A primeira delas, é que o beacon agora também transmite simultaneamente os seus sinais também na banda de 70cm, em UHF, na frequência de 438,400MHz, com 1W de potência. Isso trará um desafio e tanto para quem quiser tentar captar seus sinais!

A segunda novidade, é que o radiofarol também transmitirá seus sinais em modo A1A, ou CW puro. Este é o modo preferido para transmissão utilizado pelos radiofaróis pelo mundo pelo fato de poder ser captado a distâncias consideravelmente maiores do que se fosse transmitido em modo FM. Porém, para poder ouvir CW puro, é necessário ter um rádio com recepção em SSB, ou banda lateral, pois CW puro consiste tão somente numa portadora intermitente. Os sinais do beacon são transmitidos em 144.297,8KHz.

A terceira e última novidade é que, além de transmitir seu indicativo em telegrafia, o Álamo implementou um sistema de telemetria para monitorar o status de alguns parâmetros do beacon. Esta telemetria está sendo transmitida no modo RTTY, ou teletipo, um modo de transmissão com mais de um século de idade mas que ainda é bastante utilizado pelos radioamadores, contando até com contestes a nível mundial exclusivamente neste modo.

O beacon transmitirá em telegrafia e RTTY alternadamente. No modo RTTY, ele transmitirá, além do seu indicativo PR7VX/B, o seu GRID LOCATOR, as frequências de transmissão, data e hora, a tensão da fonte de alimentação, a corrente sendo consumida no momento, a temperatura ambiente e o endereço do perfil do radiofarol no site QRZ.com. Tudo isso, em texto!

O modo RTTY consiste num sinal de áudio, no caso do beacon, com duas frequências de transmissão que se alternam para formar as letras. Para decodificar o sinal, é necessário um computador rodando um dos inúmeros softwares para RTTY, como por exemplo, o FLDIGI ou MMTTY. Porém, tal e qual o agora popular modo SSTV, é também possível utilizar um aparelho Android pois já existem aplicativos para decodificar também nos dispositivos móveis.

O Beacon de João Pessoa é mantido pelo Álamo PR7VX com o auxílio de alguns colegas, que juntos, formam uma equipe e tanto. Ei-los:


 Alamo Batista de Andrade - PR7VX 
 Wilson Bonfim de Azevedo - PR7WB 
 Valdir Gomes Patrício Filho - PR7VP
 Renato Alexandre Dantas - PU7KRE
 Fernando Bezerra de Andrade - PR7DB

Em breve iremos informar aqui no QTC os detalhes de como captar os sinais em RTTY. Fique ligado!



Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram