Aconteceu ontem, 23/07: Mais uma vez, Cabo Verde quebrou mais um recorde de distância num contato na banda de 2 metros, quando o colega DK5AI, Wolf, confirmou o QSO, por volta das 15h UTC. Foram 4.966Km em linha reta neste contato, o que superou o recorde anterior, 4.792Km. Aliás, só dá Cabo Verde e sua estação de VHF D41CV, desde o primeiro lugar até o sexto, sempre com distâncias superiores a 4.000Km.

O contato feito entre Alemanha e Cabo Verde se deu utilizando o modo FT8, ou seja, um modo digital. Apesar do que muitos acreditam, os modos digitais não utilizam nada além da boa e velha radiofrequência para conectar estações separadas por distâncias tão assombrosas quanto essas. Nada de internet ou coisa parecida. 

Porém as estações envolvidas, além de contar com equipamentos potentes, além de antenas bem construídas e otimizadas para o máximo ganho, também contam com a ajuda de fenômenos atmosféricos sui generis para completar esse e outros QSOs incríveis. Os mais experientes avaliam que ocorreram simultaneamente tanto um duto troposférico quanto a propagação esporádica pela camada E da ionosfera. Quando os dois fenômenos ocorrem na mesma região e ao mesmo tempo, os resultados para as bandas altas são extraordinários. Infelizmente, não há como prever com precisão quando ocorrem, apenas comprovar na prática quando a coisa acontece.

Para os colegas terem uma ideia do quanto esta distância significa, saibam que a largura máxima da América Latina, partindo da Ponta do Seixas em João Pessoa e indo até o extremo oeste, no Peru, dá cerca de 5.150km, menos de 200Km a menos que o recorde quebrado ontem.



Viva o radioamadorismo!!!!


Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB

Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram