Alunos brasileiros do ensino médio estão construindo uma estação terrestre para aproveitar o transponder para as faixas de radioamador que está a bordo do satélite geoestacionário QO-100, também conhecido como Es'Hail 2, como parte de um projeto de educação STEM.

Um grupo de oito alunos do Colégio Embraer Casimiro Montenegro Filho, de Botucatu, em São Paulo, participa de todas as etapas do projeto com a ajuda de professores e radioamadores voluntários da LABRE / AMSAT-BR (Edson PY2SDR, Demilson PY2UEP, José PU2MJR).

A estação consiste de uma antena parabólica offset de 1,2 m, um LNBF Amiko modelo L-104, um bias-T caseiro, um receptor RTL-SDR e um software SDRsharp rodando num computador. Durante o projeto, os alunos aprenderam sobre diversos assuntos relacionados a comunicações de rádio, antenas, rádio definido por software, órbitas geoestacionárias, bem como atividades práticas durante a montagem e configuração da estação.

Os alunos conseguiram receber com sucesso transmissões de teste em código morse feitas por Roland PY4ZBZ e Fábio PY4AJ. O próximo passo do projeto é introduzir conceitos de comunicação digital, decodificar o beacon BPSK e, finalmente, adicionar capacidade de transmissão à estação. Em um futuro próximo, além de fazer contatos com outras estações por meio do QO-100, os alunos também desejam entrar em contato com outras escolas e estudantes na área de cobertura do QO-100.

Veja abaixo o vídeo de divulgação do feito:




Para maiores informações sobre o satélite geoestacionário QO-100, veja estas matérias já publicadas aqui no QTC da ECRA:


Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

SIGA O QTC DA ECRA NO INSTAGRAM!