Este ano, o México enfrentou uma feroz temporada de incêndios. O clima quente e seco favoreceu o aparecimento de mais de 100 incêndios florestais em 17 estados em meados do mês passado. E em uma das regiões mais castigadas pelas chamas, a cooperação entre radioamadores de ambos os lados da fronteira constituiu apoio vital nas comunicações de emergência em uma área remota ao sul de Monterrey, no México. 

Em 20 de maio, uma pequena equipe de radioamadores mexicanos estava indo de helicóptero até a zona onde as chamas crepitavam diariamente até que as chuvas aliviassem a situação, ajudando a apagar as chamas. Entre os voluntários, estava Alfonso Tamez XE2O que é presidente da associação de radioamadores do México, a FMRE. 

Do outro lado da fronteira, no estado do Texas, outros radioamadores também ajudaram nos esforços. Um deles, Tom Whiteside N5TW, direcionou suas gigantescas antenas de 20m e 40m na direção da área de atuação dos colegas mexicanos, prestando auxílio. Além das comunicações em fonia, também foi utilizado um sistema de transmissão de dados na faixa de 40 metros que possibilitou conexão de computadores para envio e recepção de emails diretamente da região atingida, o que possibilitou ainda mais agilidade no auxílio. Também foi utilizada uma repetidora de VHF.

A participação dos radioamadores só cessou no dia 31 de maio, quando sua atuação não se tornou mais necessária. Viva o radioamadorismo!!!!

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram