Adaptado por Alisson, PR7GA

Um representante médico, um motorista de aplicativo e um técnico de laboratório da cidade de Bengala Ocidental foram convocados para irem até a região de Odisha para ajudarem no auxílio às comunicações, destruídas após a passagem do ciclone Fani. Todas as torres de celulares e a infraestrutura de comunicações da região foram afetadas. Não há internet, nem celulares, nem linhas fixas. Os rádios das autoridades também foram afetados.

Os três profissionais citados são membros do West Bengal Radio Club, uma associação de radioamadores. Eles viajaram até Odisha no carro de um deles, que trabalha como motorista de aplicativo na região. Ao chegar, se apresentaram à Autoridade de Gerenciamento de Desastres do Estado de Odisha (OSDMA) e trabalharam na retransmissão de informações para Delhi e Kolkata.

O outro, que é representante médico que tornou-se radioamador em 2015, e que também fez um curso de Ajuda em Desastres e Resgate da Unicef, disse: “Estamos transportando equipamentos pesados, baterias e muitas peças de reposição. Uns vão ficar na estação de rádio central e outros vão para os subúrbios e para o interior com seus rádios portáteis. Caso necessário, estamos preparados para transformar o carro em uma estação de rádio e nos mudar para o interior. 

"Usaremos HF e VHF para nos comunicarmos do ponto afetado para a sala de controle do governo estadual e da sala de controle para Delhi. Eu não me importo em faltar ao trabalho. Salvar vidas é muito mais importante. Desde a infância que eu amo o rádio. Meu pai era um ex-militar que trabalhava na área. Quando cresci, me apaixonei pelo radioamadorismo. É uma ferramenta que salva vidas ”, disse Dey, morador de Nadia.

Abaixo, veja um vídeo que mostra a estação de rádio montada pelos três colegas 



A associação nacional de radioamadores da Índia também foi contactada, e está a postos para ajudar também. Em Calcutá, Nag Biswas, que trabalha em uma empresa de processamento de leite, e sua filha Saborni - uma estudante do ensino médio - são alguns dos outros radioamadores que usarão suas estações de rádio para ajudar na retransmissão para Delhi.


Uma das torres de comunicação destruídas pelo ciclone


Quando um ciclone atinge áreas habitadas, a eletricidade é cortada, e as torres dos telefones celulares são derrubadas. Como as autoridades locais só dispõem de uma faixa de frequência fixa, é difícil para eles se comunicarem por meio de seus rádios. Além disso, a propagação de rádio pode mudar e fica difícil de se comunicar. Os radioamadores são extremamente úteis nesses casos, já que eles podem utilizar várias faixas diferentes de frequência, e assim, tentar driblar as condições de propagação. 

Fonte: https://indianexpress.com/article/cities/kolkata/cyclone-fani-ham-operators-to-help-odisha-communicate-5707844/

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram