Traduzido por Alisson, PR7GA

Um novo modo digital, mais rápido e mais competitivo está a apenas alguns dias de ter sua primeira versão beta. Os desenvolvedores do WSJT-X anunciaram que o desenvolvimento do novo protocolo FT4 começou logo após o Roundup do FT8, realizado entre 1 e 2 de dezembro de 2018. O objetivo era conseguir um protocolo que pudesse competir com o popular RTTY em termos de agilidade nos contatos, e ao mesmo tempo preservando muitos dos benefícios do FT8.

No mês passado, um pequeno grupo de voluntários testou o modo FT4 no ar”. Assim declarou o Grupo de Desenvolvimento do WSJT-X composto por Joe Taylor, K1JT; Steve Franke, K9AN; e Bill Somerville, G4WJ. “Os testes iniciais foram um sucesso e nos ajudaram a tomar várias decisões importantes sobre seu funcionamento. Acreditamos que o FT4 tem um grande potencial de acordo com os nossos planos.

Os desenvolvedores esperam que o FT-4 em breve esteja pronto para ser testado por um grupo maior, e eles já buscam voluntários que possam oferecer seu “feedback” com relação ao programa. Porém, antes de se inscrever, foi sugerido aos possíveis candidatos a leitura do documento The FT4 Protocol for Digital Contesting primeiro.

De acordo com este documento, o FT4 é um modo experimental digital projetado especificamente para concursos ou contestes. Assim como o FT8, o FT4 usa transmissões de duração fixa, mensagens estruturadas com formatos otimizados para contatos mínimos e um avançado sistema de correção de erros. As sequências de transmissão-recepção duram 6 segundos, o que o torna duas vezes e meia mais rápido que o FT8 e alcançando aproximadamente a mesma velocidade que o RTTY em contestes. O FT4 pode trabalhar com sinais 10 dB mais fracos do que seria necessário para decodificar o RTTY, usando muito menos largura de banda.

As transmissões duram 4,48 segundos, ao passo que o FT8 gasta 12,64 segundos. A modulação utilizada é chaveamento por deslocamento de frequência de quatro tons numa taxa de aproximadamente 23,4 baud, com tons separados pela taxa de transmissão. A largura de banda ocupada é de 90 Hz.

"Pretendemos disponibilizar o download do WSJT-X versão 2.1.0-rc5 (ou seja, versões candidatas à versão final) na segunda-feira, 29 de abril", declarou o grupo de desenvolvimento. No documento  The FT4 Protocol for Digital Contesting são tratados diversos assuntos, dentre os quais podemos destacar os seguintes:
  • Instruções de instalação do WSJT-X 2.1.0-rc5 e configuração do FT4.
  • Instruções para a operação em FT4.
  • Uma descrição básica do protocolo FT4, modulação e forma de onda.
  • Medições detalhadas da sensibilidade do FT4 em várias condições de propagação simuladas.
  • Um cronograma dos próximos testes.

ADENDO:

Muita informação interessante pode ser encontrada no documento citado acima, mas o QTC ECRA decidiu traduzir o trecho final, que julgamos ser bem útil para entender a razão de ser do novo protocolo:

  • O FT4 é um modo projetado para QSOs rápidos, num contexto de concurso. Neste sentido, ele é bastante eficaz, mas assim como o FT8, ele não é útil para contatos mais extensos. 
  • O FT4 não precisa de “Super Check Partial” ou outros recursos auxiliares semelhantes, e operadores habilidosos usando o FT4 encontrarão menos motivação para usar um DX Cluster ou outros auxílios extra-rádio. Toda a informação necessária para pontuar bem em um concurso pode ser obtida no ar, durante a competição, por meio do próprio rádio e antenas.
  • Com o FT4 há pouca distinção entre CQ em frequência fixa e operação S+P, por isso é simples e rápido mudar entre as duas formas de fazer um contato.
  • Estações operando em baixa potência e antenas comuns podem efetivamente participar de um concurso usando FT4.
Por fim, os desenvolvedores sugeriram preliminarmente a adoção das seguintes frequências para operação no novo modo:

80m: 3.595 KHz
40m: 7.090 KHz
30m: 10.140 KHz
20m: 14.140 KHz
17m: 18.104 KHz
15m: 21.140 KHz
12m: 24.919 KHz
10m: 28.180 KHz 
6m: 50.318 KHz 
2m: 144.170 KHz 

Postagem Anterior Próxima Postagem

SIGA O QTC DA ECRA NO INSTAGRAM!