Traduzido por PR7GA



Após um terremoto devastador de 7,7 graus de magnitude e um tsunami em Sulawesi Central, na Indonésia, em 28 de setembro, radioamadores membros da associação de radioamadores da Indonésia e outros voluntários têm fornecido comunicação de emergência tanto para a sociedade quanto o governo indonésio. O terremoto e o tsunami destruíram a cidade de Palu, cortando completamente as conexões de energia e telefone, bem como a infra-estrutura de comunicação celular.




O novo Coordenador de Comunicação em Desastres da Região 3 da IARU, Dani Halim, YB2TJV, disse que os radioamadores da Indonésia responderam imediatamente ao desastre, estabelecendo uma rede de emergência em 7.110 MHz. Radioamadores de outras regiões também participaram para apoiar a comunicação de emergência em 7.110 MHz e 7.065 MHz. A associação de radioamadores da Indonésia pediu que os demais colegas não envolvidos nas comunicações de emergência evitem essas frequências. Eles também disponibilizaram o satélite LAPAN-OARI IO-86 como um segundo canal de comunicação. Alguns radioamadores com estações móveis viajaram para a região afetada para ajudar.




Na Ilha de Java, o colega Ronny Korompot, YB8PR, foi um dos primeiros a ser contatado. Através de sua estação móvel, ele relatou as condições na região e ajudou no auxílio às vítimas, incluindo as evacuações. Sutrisno Sofingi, YB8NT, também foi ouvido em 7.110 MHz usando uma estação de emergência que ele montou no local do desastre. Ele disse que esta rede de radioamadores era a única forma de comunicação disponível com o mundo exterior.




O radioamadorismo também auxiliou as agências do governo após graves danos à infra-estrutura de telecomunicações. Colegas operando em 2 metros estavam comunicando informações sobre quais estradas estavam abertas para permitir o tráfego do lado de fora.

Halim informou que a comunicação foi estabelecida a partir da Agência de Gerenciamento de Desastres de Luwuk, a cerca de 430 milhas do epicentro do terremoto, para obter informações sobre deslizamentos de terra e estradas e rodovias bloqueadas.



Salmin Sahidin, YB8IBD, no sudeste de Sulawesi, tem feito uma transmissão de áudio ao vivo das operações em 7.110 MHz através de sua página no Facebook. 



O terremoto e o tsunami subsequente já custaram mais de 1000 vidas e causaram devastação generalizada. Algumas vítimas foram encontradas presas nos escombros. A Agência Nacional de Mitigação de Desastres da Indonésia disse à imprensa que, além da comunicação, há grande demanda por equipamento pesado para operações de resgate.



Fonte: http://www.arrl.org/news/amateur-radio-volunteers-in-indonesia-link-earthquake-zone-with-outside-world



Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

SIGA O QTC DA ECRA NO INSTAGRAM!