Por Alisson, PR7GA

Enquanto os radioamadores brasileiros comemoravam o seu dia, e a ECRA ia para a praça demonstrar nosso Hobby, um sutil fenômeno ocorria em nosso sol: uma pequena erupção solar, de nível B1, relativamente pequena: cerca de 1000 vezes mais fraca que o nível das erupções que ocorrem no auge de um ciclo solar. O Solar Dynamics Observatory da NASA registrou a explosão:



O que esta tímida explosão tem de especial? Segundo análises feitas por especialistas, trata-se dos primeiros sinais do Ciclo 25, o próximo. Como sabemos, estávamos no ciclo 24, mais especificamente, em seu ponto mais baixo, razão pela qual quem opera nas faixas de HF reclama tanto da falta de propagação. Porém, caso seja confirmada a forte suspeita, os dias de propagação "madrasta" estão contados.

Porém, vale salientar que isto não significa que o período atual de baixa atividade solar tenha acabado. Infelizmente, ele deve continuar por pelo menos mais um ano. Porém, felizmente, as indicações sugerem que o novo Ciclo Solar 25 está lentamente ganhando vida - um processo que se acelerará nos próximos anos. Se os meteorologistas estiverem corretos, as manchas solares do Ciclo Solar 25 acabarão por dominar o disco solar, trazendo um novo Máximo Solar já em 2023.

Grandes coisas têm pequenos começos. Quem sabe, daqui a alguns anos, quando estivermos com propagação aberta em todas as bandas, nos lembraremos do dia 05 de Novembro de 2019?



Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

1 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram