Um contato histórico aconteceu semana passada utilizando um satélite. Porém, não um satélite em órbita terrestre, mas um pequeno objeto orbitando a lua. O QSO inédito, feito entre radioamadores na Alemanha e na China, ocorreu em 1º de julho por meio do satélite LO-4 em órbita lunar, DSLWP-B, lançado em maio de 2018. O QTC da ECRA noticiou o feito naquela ocasião. Clique aqui para ler.

Num dos lados do QSO estava Reinhard Kuehn, DK5LA, em Soerup, Alemanha, e do outro, a estação do Clube de Radioamadores do Instituto Harbin de Tecnologia, BY2HIT (operado por Wei Mingchuan, BG2BHC), em Harbin, na China. Tudo ocorreu entre 05:51 e 07:28 UTC, de acordo com o log registrado. O transponder GMSK-to-JT4G a bordo do DSLWP-B foi usado para fazer o contato, o primeiro já feito através de um repetidor orbital-lunar.

“Usar este transponder não é fácil, em termos da potência de sinal necessária para o uplink”, comentou o radioamador e engenheiro Daniel Estévez, EA4GPZ, cujo blog inclui imagens da superfície lunar baixadas via DSLWP-B. “Havia planos para fazer um QSO entre BY2HIT e Reinhard há muitos meses atrás, mas as tentativas anteriores não deram certo. Meus parabéns a ambos, que conseguiram este contato um mês antes do DSLWP-B bater contra a superfície lunar”. 

Como Estévez explicou, o transponder GMSK para JT4G funciona enviando comandos para o satélite junto com uma mensagem de 13 caracteres, usando a mesma frequência e um protocolo semelhante ao que comanda a câmera e outras funções do satélite. Ele disse que enviar uma mensagem dessa maneira leva um pouco mais de 1 minuto.

Logo após seu lançamento, foi um radioamador brasileiro, o PY2SDR, Edson Pereira, o primeiro a conseguir captar seus sinais aqui na Terra. O radioamadorismo está, portanto, sempre presente na vida do pequeno satélite, que infelizmente está com os dias contados, pois está em rota de colisão com a Lua, fato que deve ocorrer no final deste mês, segundo as previsões divulgadas.

O satélite recebe comandos remotos utilizando um protocolo aberto, o que permite que radioamadores o utilizem para capturar imagens e baixá-las. Na semana passada, o DSLWP-B transmitiu imagens da lua e da Terra durante o eclipse solar. DSLWP-B foi lançado como uma carga secundária juntamente com o satélite Quequiao como parte da missão Chang'e 4 com destino ao lado oculto da lua. 

DSLWP significa “Descobrindo o Céu no Maior Desvio de Comprimento de Onda” e foi projetado para testar a radioastronomia de baixa freqüência e a interferometria espacial. O uplink do repetidor está em 2 metros e o downlink está em 70 centímetros.

Abaixo, algumas imagens tiradas pelo pequeno satélite e recebidas por radioamadores aqui na Terra:






Fontes:

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Siga o QTC da ECRA no Instagram

Clique aqui para seguir o QTC da ECRA no Instagram