Empresa israelense fornece sistema inovador para ajuda no resgate dos garotos tailandeses


Equipes de resgate que se esforçaram para salvar a equipe de futebol juvenil tailandesa presa no fundo de uma caverna inundada usaram uma tecnologia israelense para manter a comunicação com os 12 garotos e seu treinador. A empresa Maxtech Networks informou que seu sistema está fornecendo um link de voz, dados e vídeo para os meninos que ficaram presos na caverna por quase duas semanas.

 

Os garotos, de 11 a 16 anos, junto com seu técnico de 25 anos entraram na caverna em 23 de junho. Eles foram encontrados por dois mergulhadores britânicos em 2 de julho, nove dias depois que eles desapareceram. O resgate foi concluído ontem, 10 de julho.



No sistema israelense, uma série de dispositivos pequenos, semelhantes a rádios HT, comunicam-se entre si via rádio, permitindo um link em locais onde os rádios regulares não funcionam, como quando há grandes obstáculos bloqueando a linha de visão entre eles. Um conecta-se ao outro, formando uma rede que permite comunicação de uma ponta à outra. Este sistema é chamado de “redes mesh” ou “malha”, pois o aspecto se assemelha a um tecido ou malha.

 

Foram necessários 19 dos dispositivos para completar o link para os garotos na caverna, por conta da complexidade do lugar. Eles têm bateria suficiente para 10 horas de uso por vez. Algumas seções da perigosa e tortuosa passagem, estimada em mais de um quilômetro de comprimento, também estão submersas sob a água da chuva que prendiam os jovens. Nesses trechos submersos, cabos de dados foram usados ​​para vencer essas partes da caverna.

 
Uma configuração de um nó ou estação MESH autônoma.


Um dos roteadores WIFI que podem ser motificados para operarem em redes MESH


Colegas radioamadores acertando suas estações para operarem redes MESH


No melhor espírito radioamadorístico, uma antena  simples e eficiente para a faixa de 2,4GHz



As redes Mesh são também utilizadas no radioamadorismo. Nos EUA, por exemplo, já existem inúmeros colegas pesquisando o tema. Várias redes já estão operacionais por lá, possibilitando aos colegas americanos prover comunicação de dados a dezenas de quilômetros utilizando simples roteadores comerciais, com potência de míseros 100 ou 200 mW, com o firmware modificado para trabalharem em redes MESH. Assim, é possível, por exemplo, prover comunicação de dados (email, VOIP, videoconferência, transferência de arquivos, etc) sem a necessidade de radioenlaces tradicionais, que requerem grandes potências e altas torres. Com simples roteadores como esses, alimentados até por baterias de carros, os radioamadores estão preparados para as emergências do século XXI.



Fontes:


Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

SIGA O QTC DA ECRA NO INSTAGRAM!