No primeiro dia do mês de Março de 2019, um feito inédito foi alcançado pelo empresário  e radioamador brasileiro Rodolfo Novak, residente em Toronto, no Canadá, e a colunista do site Bloomberg Elaine Ou, residente em San Francisco, Vencendo uma distância de mais de 3500km e uma fronteira internacional, no caso, a fronteira Canadá - Estados Unidos, ambos conseguiram fazer uma transferência internacional de moeda virtual, chamada de BITCOIN, por meio das ondas de rádio, mais precisamente a banda de 20m, sem nada além de um computador, um rádio e antena, sem internet nem qualquer conexão digital entre as duas estações.

Rodolfo Novak e Elaine Ou 

O experimento foi organizado pela internet, mas realizado sem absolutamente nenhuma conexão pela rede de computadores. Utilizando o protocolo JS8CALL, que é uma derivação do popular modo FT8, porém voltado a conversas tipo "chat" e não só troca de indicativos e sinal, como é o caso do FT8, Novak basicamente usou o JS8CALL para enviar uma sequência de letras e números para Elaine. Esta sequência é algo como um comando para que o dinheiro saia da conta de Novak para a de Elaine. Em seguida, Elaine respondeu com outra sequência, e assim a transação foi finalizada. Simples e funcional, como o próprio radioamadorismo!


Ilustração do caminho que o sinal de Novak, vindo de Toronto, Canadá, tomou até alcançar Elaine, em San Francisco, Estados Unidos. E abaixo, a tela do programa mostrando o sinal JS8 recebido, mais a confirmação da transferência.

Devido a limitações na quantidade de caracteres que podem ser enviados a cada transmissão, o processo todo levou cerca de 5 minutos. A longa sequência de letras e números que permite a transferência da criptomoeda em si teve de ser partida em blocos menores de forma a poder ser transmitida pelo modo JS8, depois recebida, decodificada e confirmada. Mas no final, deu tudo certo.

Obviamente, nem o brasileiro-canadense nem a americana infringiram nenhuma lei de seus respectivos países, nem a própria ética do radioamadorismo, pois a transferência não teve qualquer objetivo comercial, nem foi utilizado nenhum tipo de encriptação ou código secreto para realizá-la. Foi tudo aberto, como tudo no radioamadorismo. Aliás, após a transferência de Novak para Elaine ser completada, prontamente o dinheiro foi devolvido, fazendo o caminho inverso.

O feito, inédito como dissemos, só vem mostrar a importância e relevância do radioamadorismo. Em tempos em que o mundo caminha para uma dependência total dos meios digitais e da internet, é relativamente fácil para um governo autoritário criar filtros para a livre circulação de informações, como vemos atualmente em regimes como a Coréia do Norte, China e até nosso vizinho, a Venezuela. Poucos sabem, mas até mesmo em países com sólida tradição democrática como os Estados Unidos e Inglaterra têm leis que permitem ao governo "fechar a torneira" da internet em casos extremos. 

Assim, é bom saber que, nestes casos extremos, é possível ter um atalho para vencer arbitrariedades, e melhor ainda, é bom saber que o radioamadorismo é parte integrante neste esforço.

Viva o radioamadorismo!

Fonte: https://news.bitcoin.com/no-internet-no-problem-how-to-send-bitcoin-by-amateur-radio/

Receba em seu celular e em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB

Postagem Anterior Próxima Postagem